Conceito Propriedade Intelectual - Marcas e Patentes

Captcha
43 3324-4400
RUA DA LAPA, 433 - LONDRINA-PR

A curiosa estratégia da HBO para tentar diminuir a pirataria de ‘Game of Thrones’

O que fazer para diminuir a pirataria da série mais pirateada dos últimos anos? A HBO aposta na conscientização

O primeiro episódio da sétima temporada de Game of Thrones, exibido no último domingo (16), manteve um título ingrato da série: a de mais pirateada dos últimos anos. Milhares de pessoas mundo afora baixaram ilegalmente o episódio em seus dispositivos ou o assistiram em sites de streaming piratas. Em resposta, a HBO está tentando conscientizar os piratas de que o caminho da legalidade é mais vantajoso

Segundo o site Torrent Freak, o primeiro episódio da sétima temporada foi o mais compartilhado nos sites de torrents piratas. Após a exibição do episódio, mais de 130 mil pessoas estavam compartilhando ativamente um dos três torrents mais populares com o episódio completo.

O volume, porém, é menor que o recorde de 250 milhões, detectado em junho de 2015 no último episódio da quinta temporada de Game of Thrones. Mas isso não significa que a pirataria tem diminuído. O que acontece é que o método está mudando.

Sites de streaming piratas, como os derivados do Popcorn Time, estão se proliferando. Por serem mais fáceis de usar que arquivos torrent, eles podem ter um alcance maior. De acordo com uma fonte do Torrent Freak, episódios de séries populares em um desses sites chegam a ter um milhão de visualizações. O primeiro da sétima temporada de Game of Thrones estava com uma média de 20 mil exibições por hora.

Resposta da HBO

A pirataria impacta o faturamento da HBO. Afinal, é um canal de televisão pago. Para ter acesso às suas premiadas séries, é preciso assiná-lo junto a um pacote que inclui outros canais disponíveis nas operadoras. A HBO também tem um serviço próprio de streaming para a transmissão de seus conteúdos que é desvinculado das operadoras de TV por assinatura, o HBO Now. No Brasil, porém, ele ainda não está disponível.

Para tentar converter alguns desses espectadores que não pagam pelo conteúdo, a HBO está monitorando sites de torrents e serviços de streaming piratas e enviando e-mails a provedores de acesso usados por eles.

O Torrent Freak teve acesso à mensagem que o canal envia. Diz ela: “A HBO possui os direitos autorais e exclusivos de Game of Thrones e o download ou distribuição não autorizado constitui violação de direitos autorais. O download de conteúdo não autorizado ou desconhecido também é um risco de segurança para computadores, dispositivos e redes”.

Na sequência, a mensagem pede para que os provedores de Internet orientem os clientes de que há outras formas, legalizadas, de ter acesso ao conteúdo da HBO. Os provedores não têm obrigação de encaminhar a mensagem aos clientes, mas a HBO espera sensibilizá-los.

Independentemente de ser bem-sucedida, o canal terá que reforçar a infraestrutura de streaming. No dia da estreia da nova temporada da série, clientes pagantes da HBO reclamaram de falhas no serviço de streaming.

fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/nova-economia/a-curiosa-estrategia-da-hbo-para-tentar-diminuir-a-pirataria-de-game-of-thrones-0x9evnkz5a5ukhronbvfxb07v



br class="clear">